Biografia  Nina Miranda em Portugues.

 

Anglo-Brasileira Londrina  Nina Miranda é cantora e compositora. Ela foi pioneira de um novo gênero de música - mais tarde conhecida como 'Trip Hop'-a que acrescentou com seu próprio toque brasileiro mistiça.

 

Nina é instintiva e intuitiva, a voz dela tem sido descrita como "desmaiante , pastoral, profunda e sensual”. Uma voz que soa etérea e flutuante e outras vezes forte e rítmica.

 

Ela tem sido a vocalista de várias bandas inovadoras, comercialmente bem sucedidas e aclamadas pela crítica, incluindo Smoke City ("Underwater Love"), Arkestra 1, shrift, Da Lata e a ultima: ZEEP, Ela agora está pela primeira vez, focando na sua carreira solo, e continua trabalhando com vários músicos da velha e jovem guarda.

 

Colaborações com músicos globais incluem; Nação Zumbi, Bebel Gilberto, Jah Wobble, Faze Action, Baaba Maal, Nitin Sawhney, Emma Bunton, 3 Na Massa, Airto Lindsay, Antonio Chainho, Troubleman, Hajime Yoshizawa, Azymuth, Anthonio Chainho, Les Gammas, Adriana Calcanhotto, Robert Miles, Plinio Profeta , Lula Queiroga, Daniel Jobim, Bebel Gilberto, Chico César, Domenico Lancelotti, Kassin , Moreno Veloso, Spiller, Gilles Peterson, Seu Jorge, Peu Meurray e Basement Jaxx.

 

"Eu gosto de deixar a música guiar-me, deixando o sub-consciente conversar com as notas. .

Às vezes, é só depois de ter gravado e re-ouvindo as palavras que eu tenho cantado, que eu posso entender o que eu estava sentindo, às vezes anos após o ato. Pode ser muito catártico e esclarecedor.

 

Outras vezes Parece que meu corpo é apenas um vaso para personagens diferentes entrar para se expressar pela minha boca. .. Tenho uma infinita variedade de alter-egos, até mesmo um cabeludo gordo que vive bebendo na porta de um boteco! "

 

Umas canções da Nina são delicados como poemas sonoros, leves como folhas. Outras musicas são funky, fortes e cheias de atitude com sua voz quase rosnando de confiança .... 

Muitas vezes existe um universo de emoções dentro de uma canção só.

 

“Eu gosto de música que me permite escapar de mim mesma, e do lugar de aonde eu estou. Curto quando a musica me deixa adivinhando de onde isso pode levar-nos. A maior aventura. Meu canto é uma conversa com a música, eu sou o espectador, bem como a colaboradora, o ouvinte, bem como o alto-falante. 

Eu amo colaborar com pessoas diferentes a invenção autentica, ao vivo em frente de uma audiência ou a gravação na primeiro audição ,e no primeiro “take’.

E ali que corre adrenalina, sem censura e cheia de honestidade. Eu acho que é quando o meu melhor trabalho é feito, e eu acho que o público sente.

É quando podemos estar mais ligados, vivendo em tempo real.”

 

Música de Nina levou-a para alguns dos melhores palcos musicais do mundo, incluindo, Glastonbury, Womad, The Barbican & Queen Elizabeth Hall Uk, Cochella LA, 

& Blue Note Tokyo.

 

O Pai de Nina Miranda é brasileiro, (O artista Luiz Aquila), sua mãe, a artista liz Miranda é Inglêsa e ela nasceu no Brasil, e foi educada no Brasil, Inglaterra e França.

 

Em 1994, Nina gravou uma canção chamada "Underwater Love", com DJ e músico Marc Brown. A canção foi super-atmosférica, misteriosa e cinematográfica, hip-hop misturado com Bossa Nova e folk, um precursor da "Trip-hop". Nina cantou em Portugues e Inglês com um sotaque francês. Nina, em seguida, da gravação  passou a viver no Brasil, e viveu muito feliz lá, cantando, gravando e ao vivo, e fazendo desenho industrial para gravadoras, e centros culturais.

Enquanto fora de Londres a faixa “Underwater Love” foi lançada e tornou-se um enorme sucesso underground . Nina foi convidada a retornar a Londres pois varias grandes gravadoras estavam interessados em assinar o projeto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Marc e Nina juntaram forças com o músico e produtor Chris Franck e os três tornaram-se Smoke City. Smoke City lançou um álbum com a gravadora “Jive Records”, chamado “Flying Away” de grande sucesso de crítica. A banda criou uma mistura única de jazz, samba, trip hop, reggae, dub, folk e bossa. O álbum gerou singles que ficaram no top das listas de paradas na Europa e na Austrália, incluindo duas de número 1.

O fato da Musica ser usada no annuncio da levi’s, famosos pelas suas campanhas artísticas e “uber-cool.” Ajudou a colocar um typo de musica de estilo avant-garde fora do padrão comercial (até esse ponto) numa plataforma mundial, high-profile e heavy-rotation. Pra Nina foi uma chance de mostrar para o mundo a riqueza no baü, na fonte de inspiração dos grandes compositores e músicos brasileiros.

 

Eles extensivamente fizeram turnés nos principais locais e festivais do mundo

Nina também é um artista e designer. Músicas que ela foi envolvida, são continuamente usados em compilações como "Red Hot”, “Rebirth of Cool”, e “Café del Mar”, em filmes, televisão, e publicidade como Levi’s, Clarks, CSI Miami, Sex in the City, Big Brother, e Lipstick Jungle. Ela acabou de compor e gravar a faixa de abertura para o filme “Love Hotel”.

Southbank Centre

London.

June 2015

Com Gilles Peterson, Kassin e banda para, Radio ao vivo.

Maio 2014

Brazil Day. Londres

Trafalgar Square

Peu Meurray, Nina Miranda

e banda, Agosto 2015

Primeiro show ao vivo com Smoke City. 1997